LEÃO BAIO

TRILHA DO RIO DO BOI

Você já se imaginou dentro de um grande cânion?

Em um lugar cheio de vida, ar puro, águas cristalinas, belas cachoeiras, verdes matas e exuberantes paredões ?

A  trilha do Rio do Boi é assim, um lugar de encantos, localizado no interior do Cânion Itaimbézinho no Parque Nacional de Aparados da Serra (PNAS), no município de Praia Grande SC.

Também, considerada uma das mais difíceis da região e uma das mais bonitas do Brasil.

O início da trilha fica a 10 km do centro da cidade de Praia Grande – SC, através do Ponto de Controle do Parque, na comunidade do Rio do Boi.

A trilha inicia por  um antigo caminho de agricultores familiares que moravam na encosta do morro, antes de 1975. A caminhada é de aproximadamente 1h30 de subidas e decidas em meio a Mata Atlântica, totalizando 3 km de caminhada, até chegar as margens do Rio do Boi, um ponto estratégico, onde inicia as primeiras paredes do cânion Itaimbezinho.

Da margem do rio,  a caminhada segue mais 1h30, dependendo do ritmo do grupo, em cima de rochas grandes, pequenas, algumas escorregadias, atravessando o rio de águas cristalinas, enfrentando as corredeiras, passando por piscinas naturais, cachoeiras, até chegar nos mais altos e impressionantes paredões do Cânion.

A trilha tem aproximadamente 12 km   ida e volta , levando de 6 à 8 horas de caminhada, dependendo do ritmo do grupo.

Com toda certeza, é um lugar que impressiona  pelo grau de dificuldade,  beleza, águas cristalinas e por toda formação geológica de derrames de lava vulcânicas que ocorreram à mais de 130 milhões de anos.

Um passeio  ideal para aqueles que gostam de desafios e apreciam a Natureza.

 O QUE LEVAR 

• Mochila de trilha ou mochila simples;

• Itens pessoais como: agasalho,protetor solar, repelente, boné ou chapéu;

• Calçados resistentes a caminhada ( tênis ou bota de trilha);

• Capa de chuva ou anorak (agasalho impermeável);

• Medicamentos, se usar;

• Levar lanche para passar o dia (água, sanduíches, frutas, chocolate e sucos).

ATENÇÃO

Nos meses de Dezembro, Janeiro, Fevereiro e Feriados Nacionais, o Parque solicita o agendamento da trilha com antecedência, devido ao número máximo de pessoas permitido na trilha.

OBSERVAÇÕES

• Na Região, chove muito, é bastante comum os rios encherem com frequência, podendo ser fechada a trilha do Rio do Boi para visitação.

• O controle é feito pelo Parque Nacional de Aparados da Serra através de duas réguas fixa as margens dos rios que formam o canyon. Uma régua, fica dentro do Rio do Boi e outra régua dentro do rio Perdizes, na parte superior do Canyon Itaimbezinho. O nível máximo permitido pela Unidade de Conservação são 18 cm.

• Todos os dias, o Parque publica no twitter o nível dos rios e informa se a trilha estará aberta ou fechado.

• Eu sugiro fazer a trilha com no máximo 15 cm.

• Se a trilha fechar, os grupos agendados poderão realizar a trilha do Malacara ou outra trilha decidida em conjunto. Vale ressaltar, que o dinheiro será devolvido.

• A Trilha do Rio do Boi é considerado difícil, ideal para pessoas acima de 14 anos com bom preparo físico.

• O percurso ida e volta tem aproximadamente 12 km.

• A trilha envolve o dia inteiro, aproximadamente 6 à 8 h de caminhada;

• Molha os pés;

• Permite banho;

• Ideal usar roupas confortáveis e que secam rápido;

• Existe risco de queda de pedras e cheias (Nunca houve acidente);

• No verão, é possível visualizar cobras peçonhentas (Nunca houve acidente).

A ORIGEM DO NOME

O nome da trilha “Rio do Boi”, deu origem ao fato de que antes da regularização fundiária do Parque Nacional, haviam várias fazendas com criação de Bovinos e Equinos na parte superior do Canyon Itaimbezinho, nos campos de cima da serra. Este bois, normalmente pastavam as margens do canyon  e caiam no precipício. Assim, os moradores da planície, encontravam as ossadas dos bois no rio, assim sendo chamado de RIO DO BOI.